00:44:07

 

Seja sempre bem-vindo e aproveite para visitar nossas outras páginas


   Sônia Delfino

Sônia de Campos Veras é uma cantora brasileira 

 

Com apenas 8 anos ganhou um concurso de uma emissora de rádio na cidade de Natal no Rio Grande do Norte, porém, iniciou sua carreira profissional em 1955 no programa Clube do Guri pela TV Tupi do Rio, quando gravou seu primeiro disco, uma versão da música "Jingle Bells", "Sinos de Belém". Recebeu o prêmio de cantora revelação do ano de 1960, entregue pelo próprio Governador da Guanabara na época, Carlos Lacerda.

Também naquele ano gravou pela Phillips seu primeiro LP, Sônia Delfino canta para a mocidade, onde conseguiu sucesso com as músicas: "Diga que me ama" (Make Believe Baby, de Ben Weisman e E. Lewis, versão de Luís Bittencourt), "O barquinho" (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli) e, principalmente, "Bolinha de sabão" (Orlandivo e Adilson Azevedo), que se tornou um clássico da época.

Outro sucesso foi o folk-rock "Bimbombey" (Hugo Peretti, Luigi Creatore e Mack David, versão de Haroldo Barbosa). Também apresentou na TV Tupi do Rio o programa Alô Brotos ao lado do cantor Sérgio Murilo, programa esse que gerou a gravação de dois LPs: Alô Brotos (1962) e Alô Brotos Vol. 2 (1964).

Participou de dois filmes nacionais: Tudo legal (clique aqui para assistir), de Víctor Lima, em 1960, e Um candango na Belacap (clique aqui para assistir), de Roberto Farias, em 1961. Em 1970 casou-se com um diplomata, abandonando a carreira artística.

Em 1983, volta cantando em casas noturnas do Rio de Janeiro. Em 1998 participa da gravação dos CDs: O amor, O Sorriso e A Flor, um projeto em homenagem aos quarenta anos da Bossa Nova de Roberto Menescal.

 

# studio3portal

Sônia Delfino

Para mais vídeos/áudios clique em ☰ (playlist) lado superior esquerdo do player